Author Archives: Dario

Slap Slap #7

Revelada em 1994 num filme do Luc Besson, um dos poucos atractivos do Star Wars Episode I: The Phantom Menace. Um olhar simplesmente fabuloso!

Natalie Portman

Viva “Léon”, Viva Padmé, Viva a Natalie Portman!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Vida

“Que possas viver todos os dias da tua vida.”

Quando uma pessoa falece e ouve-se dizer que ela viveu um X de anos, estamos a ser, de certa forma enganados. Ok, é uma verdade num sentido biológico. Mas quantos destes anos foram mesmo vividos? O simples facto de estar a passar pelas 24 horas acordado e com o corpo a cumprir as funções básicas não é sinónimo de viver uma vida.

Há pouco mais de dois anos, quando o meu irmão saiu de casa ao casar-se, dei-me conta que por muitos anos que tenhamos passado a dormir no mesmo quarto, a jogar consola juntos, a discutir e a andar à bulha, muito ficou por viver. Sim, porque nas discussões, nos pequenos ciúmes (existem sempre entre irmãos), nos dias em que o rancor e a mágoa fazem com que ignoremos um ao outro por completo, nestes momentos, não vivemos a vida.

Desde Novembro, tenho visto e falado mais vezes com o meu irmão do que nos cerca de dois anos que se seguiram ao casamento dele. Para mim é uma oportunidade de viver. Viver e recuperar algum do tempo que nunca poderemos recuperar. Poder, aos (quase) 30 anos, passar tanto tempo na parvoíce, na conversa, nas risadas e nas preocupações com o mano de sempre foi uma das melhores coisas que tive nos últimos anos.

O PensadorNão sei se é a ideia de que estou à beira dos 30 anos que me faz pensar assim, mas a verdade é que também desejo fazer o mesmo com outras pessoas que me são próximas. Quero ser o padrinho que o Pedro Ferreira merece, quero ser o filho que os meus pais merecem, quero ser o namorado que a Raquel merece, ser o servo que Ele merece… Claro que não é agora que tive esta iluminação, mas entendo hoje que se puder hoje passar por cima de uma briga, uma discussão, de uma chatice, de uma fronha mal-disposta, estarei a VIVER a minha vida.

Já são quase 10950 dias de existência pelo que o todo nunca será uma possibilidade. Mas quando chegar a hora, espero poder respirar fundo e dizer: “Eu vivi a minha vida.”

Tenham um bom dia!

Dario

Deixe um comentário

Filed under Gente Desocupada

Slap Slap #4

Porque não há mesmo nada de errado em gostar de mulheres mais velhas.

monica_bellucci1

Viva Persephone, viva Città di Castelo, viva Monica Bellucci.

1 Comentário

Filed under Slap Slap

New diet!

Antigripine, Cegripe, Vitamina C e um carregamento de lenços de papel…

Eu fico constipado uma única vez ao ano. Um nariz a pingar qual torneira avariada, tosse por tudo e por nada, fungadelas frequentes, aquele brilhozinho nos olhos que indica um estado quase febril… Ah!! Nada como estar-se doente e ter que acordar às 4h40 da manhã, depois de duas horas de sono (mais coisa, menos coisa) para ir trabalhar!

Valha-nos pelo menos o facto de amanhã ser já sexta-feira….

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Slap Slap #3

Não há nada de errado em gostar de ver mulheres a jogar ténis.

Ana Ivanovic

Viva WTA, viva Serbia, viva Ana Ivanovic.

Deixe um comentário

Filed under Slap Slap

Monday, Monday

Nisto tudo, quem tem mesmo razão é o Garfield…

Garfield

É incrível como um dia com pouco trabalho consegue ser mais chato e entediante do que aqueles dias em que parece que meio mundo anda por aí a cair.

Começo a acreditar que o Garfield tem de facto razão quando fala das problemáticas segundas-feiras…

O que vale é que amanhã é terça e jantar pago pela empresa no Hard Rock Café :o)

Abraços!

Dario

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Don’t worry about a ‘ting’

Digam o que disserem, mas às 5h50 da manhã, não há nada como o Bob para animar uma viagem de carro e para dar boa disposição para enfrentar uma sexta-feira…

Bob MarleySaio de casa às 5h40 a fazer contas ao eventual atraso que posso vir a ter. Sim, levo perto de 10 minutos a ir de casa ao trabalho (é uma das vantagens de ter horários de padeiro, não há trânsito), mas a chuva pede alguma cautela…

O reflexo, de há uns meses a esta parte, é ligar imediatamente o rádio que está, por norma, sintonizado na TSF. Arranco com a máquina, apanho um bocado de David Fonseca, torço o nariz e vai de lá procurar alternativa… RFM, Mega e Comercial com músicas da treta, conversa pouco animadora na Antena1 e a Renascença tinha compromissos publicitários.

Por esta altura já estou a sair do Túnel do Grilo e a entrar no Eixo Norte/Sul. Tou quase quase a desligar o rádio quando oiço os primeiros acordes… Basta isto e já se me abre um sorriso no rosto e começo a jingar, dentro do carro e enquanto faço o pisca para a direita…

Dont worry about a ‘ting’,

‘Cause every little ‘ting’ gonna be all right.

Singin’ don’t worry about a ‘ting’,

‘Cause every little ‘ting’ gonna be all right!

Rise up this mornin’,

Smiled with the risin’ sun,

Three little birds

Pitch by my doorstep

Singin’ sweet songs

Of melodies pure and true,

Sayin’ this is my message to you-ou-ou:

Dont worry about a ‘ting’,

‘Cause every little ‘ting’ gonna be all right.

Singin’ don’t worry about a ‘ting’,

‘Cause every little ‘ting’ gonna be all right!


Se terá sido pura inspiração ou alguma aspiração (não se esqueçam oque o Bob gostava daquele tabaco especial…) não sei. Mas às 05h58, foi cá uma alegria chegar ao trabalho para o último dia antes do fim-de-semana!

Abraços!

Dario


5 comentários

Filed under Uncategorized