Heart aches and Juniper Berries Spirit

Pérfido melaço é o amor de uma mulher.  Uma vida inteira resumida a isto, uma tartine de dor barrada com melaço negro e tirânico… mas pelos menos o chá é quente.

Huck andou durante uns meses na marinha mercante, ele trabalhava num tugboat no canal da mancha. Foram tempos cinzentos e frios e cheios de espaço para pensar e amadurecer.
Triste fado este de andar apaixonado, andar em permanência com um sorriso nos lábios através campos de cacos de vidro e pequenas coisas pontiagudas que fazem dódóis chatos. Huck gabava-se de nunca ter sido gajo que perdia tempo com matters of the heart. Todos sabiam no entanto que tal afirmação era tão falaciosa como o Elvis ter morrido ou seja uma grande mentira.
Eram noites inteiras passadas na casa de banho da pequena embarcação a tentar combater os avanços dos cabelos, que de tanta preocupação romântica, se tornavam brancos. Pintou todas noites daqueles meses o seu cabelo com o negrume de uma tinta que fizesse efeito, nem que temporariamente. Dias passados a olhar para o horizonte, já confuso sem saber se estava virado para Dover ou para Le Havre. Perdidamente apaixonado então.
Mas a dor do amor segundo o Huck, que se considera um sábio das montanhas nestes assuntos mais nebulosamente  metafisico, não deve ser exposta como bigode farfalhudo que levamos sempre a nossa frente, mas sim de forma dissimulada e envergonhada como uma tatuagem marota que fizemos num qualquer canto do corpo e que só é vista por quem a “criou”.

“Sofrer sim, publicamente não.” – Confiou ele um dia ao Tenente Rothschild que lhe respondeu num sotaque tão inglês que era capaz de apostar que o Lord Byron falava assim…
“Strange thing, women. They’ll suck the dear life right out of you but still you’ll go back for more.”
E tragaram mais Gin, e puxaram mais barcos.

Huck
Anúncios

1 Comentário

Filed under História

One response to “Heart aches and Juniper Berries Spirit

  1. Joca

    O sábio da montanha e dono dos pífaros dos prados verdejantes sou eu, sim? (e como diria um outro cérebro da blogosfera: “Keep up the good work.”)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s